Deu no Portal Imprensa

A Promotoria de Justiça do Consumidor e a Promotoria de Justiça de Defesa dos Interesses Coletivos e Difusos da Infância e Juventude de São Paulo abriram um inquérito civil contra a empresa Maurício de Sousa Produções Ltda – responsável pelas revistas em quadrinhos da Turma da Mônica – por publicidade voltada a crianças.

No dia 5 de março de 2008, o “Projeto Criança e Consumo”, do Instituto Alana, enviou uma notificação sobre publicidade infantil à Maurício de Sousa Produções e à editora Panini, que publica as revistas em quadrinhos.

Segundo a entidade, a Panini reconheceu “a necessidade de preservação da infância contra os apelos publicitários”. No entanto, a Maurício de Sousa Produções não respondeu a solicitação, informou o Instituto Alana.

A notícia não é nada boa para os quadrinhos, que neste 2009 vivem um período nebuloso de poucos lançamentos. A Turma da Mônica é a única marca que ainda consegue seduzir anunciantes e tem poder de fogo no mercado, ao contrário dos heróis, que hoje, dependem unicamente da venda de exemplares.

Resta saber o que a Maurício de Souza entende por “preservar a infância”. Existe merchandising da Mônica para tudo, mas ainda não de preservativos.

Via Gian Danton