Hoje começo a fechar a lista de melhores HQs do ano da Revista O Grito!. Este ano, aumentamos o número de críticos e jornalistas votantes. Um dado curioso é que das várias listas que fazemos (filmes, livros, discos), os Quadrinhos são os únicos que ainda são feitos a partir de votação de convidados. As demais, são consensos entre editores e repórteres da própria revista. Digo o porque.

A lista de quadrinhos do O Grito! é, talvez, uma das poucas no Brasil. Nenhum grande veículo ou mesmo portais de cultura fazem um balanço parecido. Os sites especializados fazem seus levantamentos, entre eles destaco o Universo HQ, entre outros. Quando eu e Wagner, então editor de arte do site, pensamos em criar esses especiais de fim de ano com listas tomamos a decisão de fugir do habitual. Por isso quadrinhos ficou sendo nosso diferencial para outros veículos.

Ao perguntar a críticos, jornalistas e especialistas em HQs quais as melhores obras publicadas no ano, acredito que traçamos um panorama do mercado editorial brasileiro. Importante também num momento em que tantos bons títulos – sobretudo de quadrinhistas nacionais – aparecem e tantas novas editoras surgem.

Antes de começar, agradecemos a todo mundo que aceitou participar e aqueles que, por algum motivo não puderam. Quem sabe num futuro mais e mais veículos, sites, revistas, jornais, portais não analisam, comentam e listam melhores hqs do ano que passou?