Quadrinhos não são literatura. Pelo menos, do ponto de vista de muitos acadêmicos.
Esse olhar é compartilhado por este jornalista, que também é pesquisador da área.
Cabe agora a aos acadêmicos encontrarem formas de evidenciar esse ponto de vista à sociedade atual, tão assustada com a presença de quadrinhos nas escolas e nas livrarias e, ao mesmo tempo, tão carente de respostas, historicamente adiadas.

falou e disse, paulo.