Antes


Depois

Todos estão carecas de saber que a DC e os familiares da família Shuster, criador do Superman estão lutando pelos direitos do personagem. (tá, ok, é mais complicado que isso, mas o que importa é que os direitos do azulão estão nos tribunais)

No julgamento da semana passada vieram à tona documentos que mostram que editores da DC não estavam satisfeitos com as curvas de Lois Lane e com o bumbum e torax do Superman.

“Não entendemos por que é necessário sombrear com traços verticais os seios de Lois e sua região púbica. Ela parece grávida. Murray [Murray Boltinoff, outro editor da época] sugere que você faça nela um aborto, ou que tenha logo o bebê, mas que se livre disso de uma vez, para que sua silhueta volte a ser algo mais parecido com a da moça refinada que ela deveria ser”, diz uma das cartas.

Outra missiva, datada de 22 de janeiro de 1940, reclamava que o Superman parecia gay – na descrição, as palavras “afeminado” e dotado de “um belo traseiro redondo” foram usadas.

Bem mais detalhes, aqui. E como começou essa peitica, aqui.